Saúde Bucal
Doenças Bucais
Tira-Dúvidas
Prevenção
Especialidades
Dicas e Curiosidades
Campanha de Prevenção
Cadastro
Contato
  
Existem vários tipos de doenças bucais , podendo classificar-se desde uma simples cárie até um câncer bucal. Os fatores que levam ao desequilíbrio e geram o estado de doença bucal, também têm causas diversas. Queremos neste quadro colocá-los diante destes vários tipos de doenças, esclarecendo causas, conseqüências e a especialidade da ODONTOLOGIA responsável pelos respectivos tratamentos.

Especialidade indicada: Cirurgião Dentista - Clínico Geral.

Cárie

É uma doença transmissível que ataca os dentes. A cárie é o resultado da ação corrosiva do ácido produzido pela placa bacteriana sobre o esmalte dos dentes. A placa bacteriana é uma camada viscosa e esbranquiçada composta por bactérias e resíduos alimentares. Em estágios avançados, a cárie além de gerar muita dor, pode causar infecção e até a perda do dente.
1-Pequena-esmalte: camada mais externa do dente e também a mais dura.

2-Média-dentina: camada intermediária, quando atingida provoca dor (com doce e temperaturas frias) , se não cuidado em tempo hábil progride para uma inflamação podendo levar ao tratamento de canal.

3-Profunda- polpa: última camada, a mais interna do dente, é constituída por nervo e sangue . Quando a cárie atinge esta porção , há necessidade de tratamento endodôntico ( canal) , pois há um estágio de inflamação irreversível que leva a decomposição da polpa.

Já na primeira dentição podem ocorrer cáries que devem ser tratadas afim de se evitar uma infecção ; esta se existente pode vir a comprometer a próxima dentição. Por isso, os cuidados com a higiene começam junto com a erupção dos primeiros dentes.

Dicas para evitar cáries nos bebês

- Para limpar os dentes dos bebês, use gaze ou fralda de pano umedecida
  em água filtrada, procurando remover os resíduos da alimentação. Evite
  colocar açúcar na mamadeira da noite; durante o sono as defesas
  naturais da boca diminuem. Aumentando o risco de cáries.

- A partir de um ano já é possível começar a usar uma escova de cerdas
  macias. Mas não se preocupe se a limpeza não ficar perfeita; o
  importante é fazer com que a criança inicie o hábito da escovação.

- Por volta dos dois anos, a criança vai querer escovar os dentes sozinha.
  INCENTIVE. Deixe que ela morda a escova , depois da brincadeira , faça
  você os corretos movimentos da higienização ensinando-a.

- A primeira visita da criança ao cirurgião-dentista deve ser feita a partir dos
  dois anos de idade, época em que a “dentição de leite” estará se
  completando . Assim, ela se familiarizará com o ambiente do consultório
  odontológico formando uma imagem positiva do que é ir ao DENTISTA.

Tratamento: Restaurações de Amálgama e Resina

Especialidade indicada: Clínico Geral - Odontopediatra

Doenças Periodontais

São chamadas de doenças periodontais aquelas que envolvem o tecido de sustentação do dente (tecido periodontal e ósseo).
Gengivite

É uma doença que tem origem na gengiva e, assim como a cárie, é causada pela placa bacteriana que se acumula entre os dentes e não é removida. Seu sintomas são: inchaço, vermelhidão, sangramento com facilidade, dor e mau hálito. Gengiva saudável não sangra facilmente, possui cor rosácea e aspecto rugoso tipo casca de laranja.

Periodontite

É o estágio avançado da gengivite, ocorre após o endurecimento da placa bacteriana ; com a formação do tártaro. Pode-se formar o tártaro supra-gengival (na parte da coroa, acima da gengiva) e tártaro sub-gengival (na porção interna da gengiva entre a gengiva e o dente). Apresenta os seguintes sintomas: dor de dente, retração da gengiva e mobilidade, que pode levar até a perda do dente.

Tratamento: Higienização correta sob orientação e acompanhamento do profissional. Uso correto e diário do fio dental

Especialidade indicada: Clínico Geral - Periodontista
Dentista Virtual é um serviço Uniodonto® Campinas